♪ Teu amor, é a minha CURA! ♫

18 de abril de 2009
Vocês são fofas demais, gente! Muito obrigada pela força que me deram, pelo carinho e por tudo o que cada uma de vocês 4 me passaram através dos comentários de vocês.
Desde Fernanda que conheço há uma cara. Minha Sexdoll! (ahhhn! Não tente entender, melhor assim!), contando com Ju que é uma guria muito fofa e especial pra mim, conheço há alguns meses e cara, já amo de montão. ;), com a Daya... que foi super gentil e disse passar por uma situação parecida, Força Mulher... você pode superar. Até a Manuela (que nome lindo!) que foi o seeeeeeeegundo comentário dela aqui no pequena e me deu uma força enorme. Sabe o que eu tenho a dizer pra vocês? "Deus não dá uma cruz maior do que você pode carregar". Ele é o Justo dos Justos... Ele realmente sabe o que faz e nós, não sabemos o que pensamos. Mas somos fracos sem Ele. Ficam aqui os meus agradecimentos mais sinceros. Mas bora lá escrever?!

_______



Se você me aceitar com todas as minhas vírgulas, exclamações, interrogações, dois pontos e travessões, eu vou fazer de você, o meu ponto final. Não vou querer mais nada além de olhar nos seus olhos e sorrir, viver por e pra você. Me orgulharei em ter você no meu fim e no início de "nós". Cantarei todas as noites pra você dormir, te ninarei nos meu colo, nos meus sonhos. Sorrirei quando você o fizer e chorarei como um bebê sem consolo quando não estiver mais ali, mas sei que estará sempre. Isso se entender minhas vírgulas. É assim tão difícil? É um pedido quase impossível? São pausas que a minha alma precisa pra se entender, não pedi o mais difícil. Não pedi que me entendesse. Só pedi pra me esperar, vou estar na próxima esquina com uma rosa talvez ou um sorriso. E todas as minhas vírgulas, sempre. São parte de mim, você diz que me ama. Deveria dizer então, amo você sem suas vírgulas! Mas não diz... o que quer com isso? Me confundir, me convencer, me confrontar ou me conformar? Tchau. Sem minhas vírgulas eu não fico, prêmio de consolação não me é suficiente. TCHAU! Eu não perco o jogo, eu não perco você. Só se perde o que se tem, só te tive sem minhas vírgulas e não era eu. Pare, pense... O que realmente se espera de alguém assim? Alguém pela metade... Eu sou completa, se não me quer assim... simples, esse é o nosso ponto final.

Vírgulas para pausa, exclamação para ênfase, interrogações para tirar dúvidar, ou impor-nas, dois pontos para uma possível abertura pra uma fala sua, ou minha, o travessão. E o ponto final porque você não aceitou tudo isso, não fomos nós. Fomos você e uma outra parte de mim que não era eu. ;)

2 Comentários, mas sempre cabe mais um. :):

Fernanda Rodrigues disse...

Own, minha Lovedoll... Pode ter certeza que a sua Sexdoll made in Baêa vai tá sempre aqui para continuar te dando forças, viu? E um dia você ainda poderá ver de pertinho o presente que Deus te deu.

Eu te aceito com as suas vírgulas, exclamações, interrogações, reticências... Isso basta?

M. disse...

Pelo direito de sermos aceitas como somos. Com todos os nossos defeitos, qualidades, medos, rescentimentos. Com tudo, e mais um pouco. Se não pra ser assim, é melhor largar!

Concordo em gênero e número. A gente não precisa mudar por NINGUÉM.

Ee, Joyce, haha. Eu sei o que é essa barra que você passou, e passa. Não que eu viva na mesma situação, mas tenho um amigo muito próximo que tem uma história parecidíssima com a sua, e eu já vi como é pra ele. E pode ter certeza, que você merece toda a felicidade do mundo! Por que pra aguentar uma barra dessas, haja fôlego! E obrigada pelo elogiio =) haha. Eu nunca fui muito fã do meu nome, mas todo mundo gosta. --' Sei lá, faz parte eu acho. Pode ter certeeza que eu vou continuar vindo aqui comentar, sempre. Você merece, de verdade. Pelas coisas que você escreve, por quem você é (pelo mínimo que já deu pra saber ;s), pela história que você tem. Tá de parabéns!

beeeeeeijão =)