A espera.

12 de dezembro de 2009
Como eu ando sem criatividade e não suporto a ideia de abandonar o "Pequena" eu resolvi fazer uma nova releitura do Capinejar, por que ele tem talento.

Tudo acontece tem um propósito e você, é o meu.

Não me importo de esperar você decidir entre ver jogo no sofá comigo, ou no estádio comigo. Não me importo de esperar as prorrogações que me agoniam infinitamente para que você só então possa dizer: "Eu te amo, você é a minha pequena."  Não me importo de esperar você terminar a sua tese gigantesca para defender aquilo que você acredita, para então dizer que eu concordo com você, porque é muito bom ouvir a sua voz e o seu jeito de “Yes, baby. I’m correct” é muito sedutor. Não me importo de esperar o ano inteiro para ouvir de novo o discurso de almas gêmeas no dia do nosso aniversário. Não me importo de esperar ansiosamente o seu dia de trabalho terminar para poder perguntar como tudo aconteceu. Não me importo de esperar a chuva passar espremida no seu abraço que me traz segurança. Não me importo de ter esperado dois anos de convivência com você para descobrir que sim, você é o homem da minha vida, você será o pai dos meus filhos. Não me importo de esperar a aprovação dos seus amigos e nem de ter que sorrir pra eles. Não me importo de ter que esperar você terminar de comer a pizza de marguerita para dizer que esse não era o meu sabor favorito. Não me importo de ter esperado 16 anos da minha vida para descobrir o significado da palavra amor, porque eu descobri do seu lado e isso torna as coisas mais prazerosas. Não me importo de esperar a vida toda pra te ver sorrir. Não me importo de esperar você checar se as coisas estão do seu jeito, exatamente do seu jeito. Não me importo em esperar você terminar de dizer que eu tenho nome de traveco para te encurralar com uma piadinha bem pior. Não me importo em esperar que você pare de enumerar meus mil defeitos de garota mimada se depois disso vier aquele: “Mas eu te amo de qualquer jeito e ainda assim você é tudo que eu sempre quis.” Não me importo nem um pouco de esperar que você termine o seu discurso ateu, se depois dele você dizer que foi Ele que nos aproximou. Não me importo de esperar a noite toda velando seu sono e contando quantas vezes você chamou meu nome. Não me importo de esperar você contar todos os seus problemas para eu poder afirmar que tudo vai dar certo, porque você me ensinou isso. Não me importo de esperar que o filme acabe para namorar. Não me importo em esperar você dormir para te cobrir outra vez. Não me importo em esperar você assistir os programas de esporte para depois dar uma volta. Não me importo de esperar que você responda as mensagens que você demora anos para checar. Não me importo de esperar todas as escalas de vôos, porque quando eu chegar em casa, você vai me abraçar e me levar pra caminhar de mãos dadas. Não me importo de esperar que o ciúme desapareça e volte a me ver como eu de fato sou, somente sua. Não me importo de esperar tocar a nossa música no show, para depois voltar para casa, mesmo estando exausta e mesmo que essa música seja a última. Não me importo de esperar a sua euforia ou raiva passar quando os nossos times se enfrentarem e o resultado não for um empate. Não me importo de esperar você chegar de viajem para mostrar as mil coisas que eu fiz enquanto a saudade me consumia. Não me importo em esperar um elogio. Não me importo em esperar quando você pede para que eu o faça. Não me importo em esperar que sua ex saia da mesa, para que você cante pra mim: “Não se ofenda com meus amores de antes, todos tornaram-se ponte pra que eu chegasse a você” ♫. Não me importo de esperar a revelação da surpresa. Não me importo de esperar suas discussões bobas, nem o seu silêncio. Não me importo de esperar você recuperar o fôlego para perdê-lo em outro beijo. Não me importo de esperar você sorrir sem graça depois de uma piada do mesmo gênero.
O que eu quero dizer é que você não precisa ter pressa. Nunca estará atrasado, porque eu espero a vida inteira por você, se necessário.

___________________________________________________________________________


"A razão de machucar tanto essa separação é porque nossas almas são conectadas. Talvez sempre foram e sempre serão. Talvez nós tenhamos vivido mil vidas antes desta e em cada uma delas nós nos encontramos. E talvez em cada uma delas, nós fomos forçados a nos distanciar pelas mesmas razões. Isso significa que este adeus é um adeus pelos mil anos passados e um prelude do que virá. Quando eu olho para você, eu vejo sua beleza e graça e eu sei que ela aumentou a cada vida que você viveu. E eu sei que eu gastei cada vida antes dessa procurando por você. Não alguém como você, mas você. Porque nossas almas sempre devem estar juntas. E por alguma razão que nós desconhecemos, fomos forçados a dizer adeus. E eu posso te dizer que o tudo estará trabalhando por nós, e eu prometo e farei de tudo para me certificar disso. Mas se nós não nos encontrarmos mais e esse for verdadeiramente um adeus, eu sei que nós nos veremos outra vez em uma outra vida. Eu sei que nós nos encontraremos em outra vida. Nós vamos nos ver de novo, e talvez as estrelas tenham mudado, e nós nos amaremos não só por essa vida, e sim por essa e todas as outras que vivemos antes."

The Notebook


___________________________________________________________________________

Possivelmente para vocês a minha releitura não tenha nada a ver com o trecho na íntegra do Filme, mas... quem tem que saber, sabe que tem muita ligação. Sinto saudades do nosso cantinho!
Beijos pra vocês amados. Agora que estou de férias vou me empenhar mais pra ficar por perto.


Pequena.

7 Comentários, mas sempre cabe mais um. :):

Melancia disse...

Ah, eu gostei especialmente do primeiro.

Como diz coisas de pessoas apaixonadas *-*

Hm, adorei !

Beijos JÔ

Mandy disse...

Nossa Pequena eu adoreeeei o seu blog :) Muito mesmo. Pode ter certeza que voltarei mais vezes. E adorei os textos, o primeiro tem muito a ver comigo tbm. 8-)

Bjoooos
Mandy

Gabriela Castro disse...

Lindo, lindo, linnnnndo!
Adorei as declarações de amor, e o modo como você as escreveu. Sou sua fã, Jô!!!
beeeeijo

Debbys disse...

ah, seus textos sempre serão ótimos, leia uma, duas ou mil vezes... xD
aeww, férias... td de bom, né?? xD
bjusss

Erica Ferro disse...

Lindo esse texto do Fabrício Carpinejar!

Porque quem ama não se importa com coisas pequenas. O amor é maior do que elas!

E esse texto do filme é lindo, viu?
Lindo! Tinha lido no outro blog.

Beijo, coisinha meiga.

Vanessa disse...

É muito chato isso de abandonar o blog... estou com um peso na consciencia por estar abandonando o meu! :/
mas vou voltar! é só eu fazer as pazes com a internet de novo!
adorei o post!

:)

Melancia disse...

Sim, eu também compreendo a diferença, mas, o que quis dizer com o post foi que, por mais que as vezes saibamos o significado de nossas ações, como expor e impor, as vezes nos confundimos e esse erro pode frustar pessoas ao nosso redor.

Eu sou um caminhante, tentando conhecer a mim mesmo, tentando aprender as diferenças. Não apenas sabendo-as. Mas praticando-as.