Isso é fato (e não mudará)

10 de dezembro de 2008
Acordei inquieta as 5hs da manhã, então vamos escrever.


Isso é fato (e não mudará)



Quando um amor “acaba” todo mundo insiste em agir como se ele nunca quiçá tivesse existido, então depois choramos dores de outros amores como essas dores nunca fossem passar e pior, como se todos os outros seus amores que hoje não dão mais certo, fossem um bando de (com o perdão da palavra) filhos da puta. E na verdade, essas dores nem existem mais. Porque somos fortes e por pior que a dor seja, superamos.
Outra coisa, é que um amor... nunca morre. Sim, nunca acaba... se ele acabou – me perdoe – ele nunca existiu. Foi só uma paixãozinha boba, coisa de adolescente (que sou) mesmo. Eu vejo o amor, como uma estrada infinita... porém, ela tem vários e vários desvios, você escolhe se quer seguir ali, fielmente, ou quer experimentar outros caminhos, o verdadeiro amor da sua vida, é a estrada principal e ele fica ali, você pode voltar e ele vai seguir na mesma direção, mas não são todas as pessoas que conseguem vê-lo assim... Não existe perfeição no amor, como não existe em nenhum outro lugar (digo das coisas terrenas), decidimos se queremos seguir na estrada nomeada amor com outra pessoa, mas isso independe se essa pessoa é a sua cara metade, ou não. Aliás, acorde meu amor! Sua cara metade não existe.. Você é inteiro, completo, “perfeito” e não há ninguém no mundo que possa chegar e fazer, de você... Uma pessoa mais completa. Você por um acaso é meia boca, meia orelha, meio nariz, meia mulher ou meio homem? Ah, se for... gozado. Porque eu sou inteira. Sim, existem pessoas que chegam e fazem o nosso coração acelerar e as mãos soarem e tudo sair da órbita natural. Essa pessoa pode ser o seu amor, ou melhor... pode ser a sua amada.
A vida é coisa de louco, e eu aposto que vou sair dela sem entender muita coisa das quais eu almejo tanto entender, mas vou fazer o que? Absolutamente nada.
Falando em vida acabar, você já notou como as pessoas depois de mortas viram angelicais? Eu heim. Eu sempre achei isso muito engraçado, depois que as pessoas morrem você só ouve aqueles comentários – na maioria das vezes – falsos: “Ah, ela era tão boa moça” , “Oh, não acredito, ele era um anjo” .. Ah, vamos combinar né? Quando eu morrer digam: “A Joyci? Só falava merda mesmo” ficarei feliz, pelo menos saberei que é sincero.
Outra coisa que eu nunca me conformei é como as pessoas sentam em cima do próprio ‘rabo’ pra falar do ‘rabo’ alheio... E (in)felizmente isso não é de hoje, felizmente porque pelo menos eu sei que não sou apenas eu que sofro com esse tipo de coisa... Egoísta? Sim... sempre fui.
Eu ainda continuo gostando das estrelas depois desse desabafo, não sei porque... mas elas me soam com uma sinceridade tamanha que não cabe aqui.
Foi assim, é assim e sempre será...
Como cantou Lulu Santos: Assim caminha a humanidade, com passos de formiga e sem vontade. (♪)



Já que não se pode fazer mais nada, seja pelo menos feliz. (:

1 Comentários, mas sempre cabe mais um. :):

Pequena :) disse...

Olá estou passando para avisar que já está lá no SD as lays de Natal com o código do Blogspot e do Blogger^^
bjinhuuss
εїз£ü¢i � | Homepage | 12.10.08 - 1:48 pm | #
________________________________________
ooi, seu bloog tá lindo (: beijoo :*
Tainara | Homepage | 12.13.08 - 2:53 pm | #
________________________________________
que lindo o seu template.
e eu concordo contigo quando dizes que as pessoas quando morrem viram angelicas!
haha
já avisa analisado isso! ;D
Julianna Vrech | Homepage | 12.14.08 - 12:52 am | #
________________________________________
Minha flor, aqui esta lindo demais.

Beijocas,
-JJ
Jéssica Campelo -JJ | 12.17.08 - 4:44 pm | #
________________________________________
Amiga,
nem preciso dizer q eu amei esse lay neah?!.. hehe

Amo-te!
Dany | Homepage | 12.17.08 - 5:35 pm | #
________________________________________
o lay só não tá mais bonito que o texto. *-*
Fernanda | 01.05.09 - 3:08 pm | #