As meninas dos meus olhos,

14 de novembro de 2009
Todo mundo tem "as meninas" dos próprios olhos e eu na verdade tenho cinco. Duas que brilham de felicidade pelas outras três, que possuem brilho próprio.
É sempre uma árdua luta da minha parte para descrevê-las, mas nunca me darei por vencida. As meninas dos meus olhos merecem todo e qualquer esforço e só conhecendo-nas pode-se entender o porquê isso não deve soar apenas como um lugar-comum. "Ela, a outra e eu" não saem da minha cabeça, do meu vocabulário e Deus queira que não saiam nunca da minha vida.
Ela, possui um brilho nos olhos que é capaz de estontear cada um e visto uma vez, nunca se esquece, tem uma maneira única de sorrir, assim com os olhinhos apertadinhos, os lábios dilatados e a alma toda pra fora, esse sorriso ilumina a minha vida, desde o dia que conheci ela. De olhar, ainda que de longe... dá vontade de tocar, de amar, de não sair de perto. E mais do que isso, mas eu não queria falar da vontade de proteger, que é bobagem, pois ela é um anjo. Ainda que eu não veja tuas asas, já te vi alçando os voos mais bonitos do meu céu. E foi num destes que ela me trouxe "a outra e eu" pra perto de mim.
A outra, você pode ver? Diga-me, por favor, que eu não estou sozinha, diga-me que você também é capaz de enxergar esta alma transparente, pura? Tenho vontade de me sentar a frente da outra e me calar, de olhar até dar vertigem até eu ver o mundo a minha volta acompanhando os teus movimentos. Meu hobbie é encontrar almas que se pareçam com a minha e eu encontrei a outra. Se a outra rugir enquanto você se aproximar estenda a mão e mostre que você não quer nada além do bem e a outra não será capaz de te fazer mal. Após contemplar um pouco você a verá sorrir e perceberá que ainda que o primeiro rugido assuste, tudo vale à pena. E essa Leoa não será nada além de uma gatinha mansa que só quer o teu carinho.
Eu, não sou eu. Embora, nós possamos dar as mãos e caminhar juntas por uma praia, numa rua, numa galáxia qualquer. Porque nós temos muito em comum, muito para conversar. Eu posso me ver ali, como se diante dela (ou de mim) eu visse minha história clara, como a luz do lua. Quantas luas, não? E por ver-te em mim que receio tanto em escrever e acabar contando alguns segredos que não são só meus. Mas, olhe para os olhos dela, eles podem ver coisas que vocês não vêem e podem entender coisas que vocês não entendem. A eu também tem asas, embora ainda precise de coragem pra pular do sexto andar e ainda tem quem lhe segure as mãos caso sinta medo, mas aspira liberdade assim como eu. Eu me perdi nas palavras pra falar, não sei se estou falando da eu ou de mim, quem sabe não seja a mesma coisa?
O que realmente importa de tudo isso é que no fim "Ela, a outra e eu" se completam e vieram para me completar também, talvez você seja o próximo. Uma amizade assim dura para a vida toda, quando tudo se mistura eu não sei se tenho orgulho de vocês ou de nós.


Joyci Dias.




"Quando penso nas possibilidades de encontros percebo que este já estava previsto, vejo o sucesso dos nossos planos e um futuro com todas as formas possíveis juntas: ela, a outra e eu." (Michelly Barros)



Comunidade no orkut ~ Twitter

Tudo bem que eu sou a pessoa mais suspeita do mundo pra falar desse livro, mas eu tenho certeza absoluta que ele será perfeito. Lançamento pro dia 9 de dezembro, na Livraria da Travessa, no Barra Shopping a partir das 19hs. E exemplares serão vendidos pela internet.

11 Comentários, mas sempre cabe mais um. :):

Dany Loureiro disse...

Oi Amiiiiga,

Três meninas que vc me ensinou a amar!
Três meninas que nos enchem de orgulho!

Estou louca para ter esse livro nas mãos e devorá-lo de uma vez só!
Falta muito pra dezembro chegar?!... Acho que não né?!

Nossa, hoje eu estou pior que nunca pra comentar! Rsrs
Acho que ñ falei coisa, com coisa. Me perdoa ta?!

Te amo muiiiiito,!

Beijos Mil.

Marcelo Mayer disse...

pquena, sou de sampa sim, mas por motivos pessoais (bastar ler meus poemas de internação) estou passando um tempo em valinhos, na casa de minha mãe. mas logo menos to de volta. alguns fds to sempre ai

Marcelo Mayer disse...

dia 5 embarcando para a estréia!
passagem na mão!

Erica Ferro disse...

Acho tão linda essa forma tua de admirar, de falar, de amar.
Você é muito fofa, muito mesmo.

Quero muito esse livro, muito!

Beijo, pequena.

Gabriela Castro disse...

Jô, adorei a postagem. Você escreve tão lindamente! O livro me pareceu bem interessante!
beijãoo

Debbys disse...

nossa, deve ser muito bom o livro!!!! eh seu??
eu tô meio perdida, de quem eh??
bjussss

Just Smile disse...

Oi amor *-*
Eu estou meio chatinha hoje, então o comentário não irá ser muito grande.
Li seu texto, achei interessante a forma que foi descrevendo as meninas (?)
Mas fiquei perdida em relação ao livro, quem realmente são as três meninas? De quem é esse livro? É seu? *-*
Te amo ♥

Nanda disse...

Acho tão linda essa forma tua de admirar, de falar, de amar.
Você é muito fofa, muito mesmo. [2]

Cara, tua admiração por elas é algo tão puro, tão sincero... É linda a forma como você as ama e mais linda ainda a forma como expressa esse amor. Tem um quê de pureza, um toque angelical. Vocês se conheceram em outras vidas.

Amo s2

Melancia disse...

uuuh, depois de propagandas diárias, eu sou obrigada a comprar um livro *-*

Lusinha disse...

É bom quando conseguimos transformar o três em um. ;)
Bjitos!

'Ariane .( lla Belle )' disse...

Eu quero ler o livro =o!

Beijos

Te adoro!